terça-feira, outubro 12, 2010

REFORMADOS ACTIVOS - SOMOS OS MELHORES

terça-feira, outubro 12, 2010


Muito se tem falado sobre este tema, mas nunca é demais lembrar de alguns a ganhar tanto e outros a tentarem contar os tostões até aos primeiros dias do mês, porque quando chega ao fim já se estão a contar os dias, as horas e os minutos para receber outra vez. Quantas contas não ficam para trás por pagar e outros há ainda que recebem o chamado "rendimento mínimo" e não precisam e outros que precisavam de uma pequena ajuda é só entraves. Já sei, politiquices da Segurança Social. Mas não vou entrar por aí, pois não tenho camionete para me meter nela. Além de ser muito complicado daria pano para mangas. Só para verem, descontei 40 anos e pouco mais do que o ordenado mínimo nacional recebo como reformada e sempre com descontos em dia, pois em todas as entidades patronais por onde trabalhei nenhuma faltou com os seus descontos também. Ah! E fui obrigada a reformar-me, porque com a minha idade ninguém dá trabalho a ninguém a não ser por "cunhas" e essas não tenho. Assim, como não tenho a idade mínima exigida para a reforma estou a ser penalizada e ainda desconto para o IRS. Haja Deus! E mesmo assim posso me considerar "feliz" porque ainda há pessoas piores do que eu. Aqui deixo um artigo do Joaquim Fidalgo que mostra bem o País onde estou ou estamos inseridos:

Ao menos num capítulo ninguém nos bate, seja na Europa, nas Américas ou na Oceânia: nas políticas sociais de integração e valorização dos reformados.
Aí estamos na vanguarda, mas muito na vanguarda. De acordo, aliás, com estes novos tempos, em que a esperança de vida é maior e, portanto, não devem ser postas na prateleira pessoas ainda com tanto a dar à sociedade.
Nos últimos tempos, quase não passa dia sem que haja notícias animadoras a este respeito. E nós que não sabíamos!
Ora vejamos:
* O nosso Presidente da República é um reformado;
* o nosso mais "mortinho por ser" candidato a Presidente da República é um reformado;
* o nosso ministro das Finanças é um reformado;
* o nosso anterior ministro das Finanças já era um reformado;
* o ministro das Obras Públicas é um reformado;
* gestores activíssimos como Mira Amaral (lembram-se?) são reformados;
* o novo presidente da Galp, Murteira Nabo, é um reformado;
* entre os autarcas, "centenas, se não milhares" de reformados - garantiu-o o presidente da ANMP
* o presidente do Governo Regional da Madeira é um reformado (entre muitas outras coisas que a decência não permite escrever aqui);
E assim por diante...
Digam lá qual é o país da Europa que dá tanto e tão bom emprego a reformados?
Que valoriza os seus quadros independentemente de já estarem a ganhar uma pensãozita?
Que combate a exclusão e valoriza a experiência dos mais (ou menos...) velhos? Ao menos neste domínio, ninguém faz melhor que nós.
Ainda hão-de vir todos copiar este nosso tão generoso "Estado social"...


Joaquim Fidalgo
Jornalista

"A sabedoria tem dúvidas, a ignorância, tem certezas absolutas"

2 comentários:

Rubi disse...

E' realmente lamentavel. 40 anos a descontar para depois dar nisto. E a Ana ainda recebe. Quando la' chegar - se assim a vida permitir - acredito que nao havera' reformas para ninguem. Beijinhos

PÉ DE PITANGA disse...

Ana, tenho visitado seu castelo e estou ADORANDO! Sou brasileira, poeta e também apreciadora de bons textos. Parabéns.