sexta-feira, janeiro 05, 2007

CRIANÇAS MALTRATADAS

sexta-feira, janeiro 05, 2007


Às vezes chego aqui sem ideia nenhuma para escrever e de repente as palavras fluem naturalmente. Hoje parece um dia desses. Parece que a inspiração voou e as palavras não querem regressar onde devem chegar. E a mente voa à procura de substância para procurar ideias, mas elas teimam em não querer aparecer. E eis senão quando me lembro de ter lido hoje uma notícia que me sensibilizou, aliás ainda hoje essa questão me preocupa, de uma menina que foi maltratada e os pais estariam a ser julgados. Quando penso nisso até fico mal disposta, como é possível maltratar uma criança. E logo a seguir ao lado da notícia uma cronologia de várias outras crianças que sofreram a mesma situação. Cronologia que mostra uma gota de água no oceano. O ser humano é mesmo complicado. Porque será que os pais que maltratam os filhos, muitas vezes também eles foram maltratados, não aprenderam a lição e em vez de baterem nas crianças deviam dar-lhes todo o amor que eles não tiveram? Para mim, além de ser um acto de cobardia, é crime, e um crime que devia de ser bem punido. Mas como somos um país de brandos costumes e a nossa justiça além de branda, nestas coisas, é morosa, geralmente quem faz isto leva uma meia dúzia de anos na cadeia e pronto. Oh, meu Deus este mundo está a ficar cada vez mais maluco.

3 comentários:

Anónimo disse...

Olá Ana!
Antes de mais nada queria agradecer a sua visita aos trópicos. Eu moro em Natal desde 2004 e o balanço até agora é meio confuso. Existe muita coisa boa e algumas necessariamente menos boas. Desde logo, toda a burocracia inerente a fixar residência que desmoraliza qualquer um. Depois, existem alguns problemas de adaptação cultural e sente-se a falta da agitação de Lisboa. Por outro lado, tem sido uma grande lição de vida. Aprendi a desligar-me um pouco dos bens materiais ao ver pessoas felizes com tão pouco. Outra coisa que me anima é este clima fantástico que é excelente para quem nunca gostou de frio.
Já escrevi algumas coisas sobre a vida por aqui. È uma questão de veres os meus ficheiros. Para além disso, conto publicar este ano algumas reflexões mais pessoais dos meus dois anos e pouco nos trópicos.
Volta sempre...

sandra disse...

Segui seu link lá no Chaparro...pois é....covarde não enfrenta os de seu tamanho...prefere descontar seus problemas nos ninos...

AnadoCastelo disse...

Obrigado Sandra pela tua visita. Espero que gostes das minhas postadas.
Um beijo