sexta-feira, março 16, 2007

O ARMANDO

sexta-feira, março 16, 2007

Oi pessoal, tenho andado um pouco ocupada com pequenas coisas mas que levam um pouco de tempo para resolver, nada de preocupante sómente tratamento de papelada obrigatória para a actual condição em que estou agora. Querem saber que a partir de Janeiro os papéis para o Fundo de Desemprego é entregue no Centro de Emprego? Até aqui tudo bem. Perguntei se era necessário ir à Segurança Social como a minha colega foi e disseram que não, agora era tudo ali tratado. Fiquei descansada. Qual não foi o meu espanto que recebo uma carta da Segurança Social a dizer que faltava papelada. Fiquei furiosa e pensei que me tinham enganado ou aldrabado. Toca de ir a correr à Loja do Cidadão tratar das coisas, mas afinal no Centro de Emprego tinham razão é mesmo assim, só que a menina que me atendeu não devia de ter tirado as fotocópias todas. Mas ficou tudo resolvido. Haja paciência!!! Mas para animar a malta aqui vai mais uma anedota que eu achei muito engraçada.

O Armando tem 95 anos e vive num lar de idosos.Todas as noites, depois do jantar, ele vai para um canto do jardim por trás do lar para se sentar e pensar no que conseguiu ao longo da sua vida. Uma noite, Arminda, 87 anos, ia a passar pelo jardim e sentou-se a conversar com ele. Sem darem por isso, várias horas se passaram. Depois de uma pequena pausa na conversa, Armando volta-se para Arminda e pergunta "mas sabes do que sinto mais falta?"O quê?" pergunta ela.
SEXO", responde Armando. Arminda exclama "seu velho xéxé, não o conseguias levantar nem que te apontasse uma pistola à cabeça! "Eu sei" diz Armando "mas era bom que pelo menos uma mulher pudesse segurar nele de vez em quando! "Bom, isso eu posso aceitar", diz Arminda, e abre o fecho e segura no coiso de Armando. Depois disto, decidem que daí em diante, se encontrariam todas as noites naquele canto do jardim, onde se sentariam a conversar e depois ela ficaria a segurar no coiso por um bocado. Uma noite o Armando não apareceu e, preocupada, Arminda começa a procurá-lo, até que o encontra noutro ponto do lar, sentado à beira da piscina com outra residente do lar, a Etelvina, que também lhe estava a segurar no coiso... Seu traidor! Seu trapaceiro! O que é que a Etelvina tem que eu não tenho???" O Armando sorriu e respondeu feliz :"Parkinson!"

3 comentários:

cris disse...

kkkkkkkkkkk
ai amiga dei muita risada com a historia do armando, ô velhinho sacana hein!!!
e eu pensando que era alguma historia triste...rssssss....

Um beijão pra vc e uma ótima semana!

pinky disse...

hahahahahah muito bem apanhada! ;)

Capitão-Mor disse...

Esta está genial!!! Imagino é as pobres das velhotas a ficarem com as mão a cheirar a xixi... LOL!!!!

Férias em Natal - Episódio 3 no ar...