segunda-feira, outubro 27, 2008

O MEU ESTADO DE ESPÍRITO

segunda-feira, outubro 27, 2008


Tenho andado um bocadinho arredia das minhas lides blogueiras, mas o apetite tem sido pouco ou nenhum. Há dias assim. Inclusive tive um convite para o aniversário de uma amiga, que faria a bonita idade de 50 anos este sábado, e não consegui ir. Estou a fechar-me na minha concha, estou a dar por isso e a ter uma luta titânica para contrariar. Não é fácil, mas estou tentando. O marido nesse aspecto não ajuda muito, habituou-se a almoçar e a ir para o café, não quer sair. É o seu tubo de escape. Só que eu não o tenho, pois como estou em casa saio pouco e quanto menos saio menos quero sair.
Hoje consegui ir ver a minha mãe, pois como já disse aqui ela vive com a minha irmã e os meus sobrinhos, aliás, agora vive mais com os netos do que com a filha, uma vez que a minha irmã está lá para o Cartaxo só cá vem um ou dois dias por semana e depois vai logo embora. Também não pode deixar o marido sozinho durante a semana. Pois como ia dizendo fui ver a minha mãe e ela ficou tão contente de me ver que até parecia que estava a receber uma visita estranha à casa. Bolas, sou filha, mas não disse nada porque sei que ela não faz isso por mal, eu é que devo estar mais sensível. Mas também me custa vê-la assim: está a ficar um pouco surda, cansa-se muito e já arrasta os pés a andar. Se ela pára estamos fritas. Mas acho que não chega a tanto porque ela sempre foi uma pessoa muito activa e ainda hoje não consegue estar muito tempo parada, já é feitio, e é o que vale senão já estava numa cama sem se mexer. Soube-me bem estar com ela.
A minha vizinha bem me puxa para sair, mas não me apetece. Entretenho-me imenso aqui no computador, até pareço um miúdo com brinquedo novo, além de que tenho muitos livros para ler. Mas mesmo assim, lá conseguiu que eu me inscrevesse em informática através aqui da Junta de Freguesia. Portanto, na primeira terça-feira de Novembro lá vou eu começar as aulas de informática. Isso não me importo eu gosto de aprender. Também estou à espera que me chamem para as outras aulas, mas não há meio. Se isso acontecer será mais um passo para não estar 24 horas em casa.
Acho que estou a precisar uma sessão de reiki completa só para mim.

6 comentários:

smpc83 disse...

olá amiga eu também me entretenho muito no computador, mas adoro saidas...
Levanta esse astral e toca a aproveitar a vida, pois não sabemos se o amanha virá...
beijinhos

Rubi disse...

Ana

É preciso realmente fazer um esforço para não se deixar abater. Escreva, leia mas também saia de casa. Um beijinho e muita força

cris disse...

Saudade de ti minha amiga! Pois é querida, tambem não gosto de sair de casa, as pessoas estranham mesmo, mas eu realmente 'gosto' de ficar em casa, mesmo sozinha, curtindo meu mundinho, ouvindo música, dançando, lendo, estudando. Faço muitos cursos pela internet - dê uma olhada no www.universidadefeminina.com.br
tem uns cursinhos bem divertidos pra fazer, eu já fiz vários, um deles foi indicado pela professora de moda, pra ajudar a pôr em prática o que aprendemos.

Quanto a sua mãe, ela tá certa em se manter sempre ativa, corpo parado é corpo doente - lembro minha mãe que não ficou quieta nem no momento de morrer, fez a passagem sorrindo, satisfeita sabe? e meu pai tambem não pára, agora mesmo, esta viajando pelo nordeste do Brasil, nós aqui, ficamos com o coração na mão, mas sabemos que tentar impedir ou fazer uma pessoa assim parar é o mesmo que pedir pra deitar e esperar a morte chegar. Temos de dar graças a Deus por essa disposição, mesmo se arrastando, de fazer as coisas, estar presente e quanto aos mimos de visitante - aproveite amiga! as vezes brinco com minhas irmãs que quero me mudar pra longe pra ser tratada como visita quando fôr a casa delas...rssss

Um beijo pra ti, outro pra sua mãe - desejo muita saúde, alegria e disposição pra ela viu.

LInda semana!

pinky disse...

atão que se passa? toca a arrebitar!toca a animar, sair, passear, apanhar ar! tivera eu esse tempo e havias de vêr, não parava! arriba arriba! estar em casa sabe bem mas também farta! up up up

Evelyne Furtado disse...

Aninha, isso acontece com pessoas sensíveis, mas onde há sensibilidade também há força. Vc tem essa força e vai continuar abrindo seu castelo para a gente lhe visitar.
Beijos para você e sua família, amiga!

Anónimo disse...

Olá Bélita! Aqui a amiga cinquentona a que te baldaste!
"Atão, comé?" Tens que fazer um esforço, pensar e aproveitar o que ainda tens agora: pés para andar, olhos para ver, um tecto, um prato de sopa, família e amigos. Eu sei que isto é muito básico, mas relativizar – tudo podia ser pior – ajuda no dia a dia!
Muitos beijos!