terça-feira, setembro 18, 2012

ROUBO

terça-feira, setembro 18, 2012

Cá estou eu, um mês depois do último post. Muita coisa se passou ou o mundo não girasse. A mais gritante foi o ter sido assaltada, pela primeira vez na vida. Ai, que sensação de impotência. Veio por trás de mim e deitou a mão ao meu fio, mas como comecei a gritar, uns vizinhos deram por isso e vieram logo a correr para ver se o apanhavam, mas até chegarem ao pé de mim e ele começar a fugir ainda conseguiu levar-me a pulseira. O fio ficou partido e não conseguiu levar, a medalha ainda a apanhei do chão e a pobre cadela, que eu ia a passear ficou muda e calada. Acho que a bichinha ficou com mais medo do que eu. A seguir fui à Polícia, mas não consegui reconhecer o ladrão. Pudera foi tudo tão rápido, uns segundos apenas, deu lá para reconhecer quem quer que fosse. Só sei que era de raça negra, com trancinhas e pouco mais. Resultado: ouro comigo não anda mais, nem fino nem grosso, nem as alianças. Mas é cá uma sensação que não dá para descrever. Também já não passo a pé pela rua onde isto aconteceu. Só de carro. Enfim, por esta não esperava passar. Até aqui as coisas têm corrido bem, mas com a crise que se instalou neste belo País, está a ficar mais feio do que a noite escura.

4 comentários:

Blog da Terezinha Sobreira de VS disse...

Já fui assaltada, quando estava a passeio no Rio de Janeiro. Creio que a garota(aparentando uns 16-17 anos) fosse drogada. Queria dinheiro. O que tirei do bolso ela aceitou. Foi quantia pequena. Dizem que viciado em droga às vezes só precisa de um pouco para completar. Mas ela mostrou-me um caco de vidro e ameaçou furar meu olho... Sorte que não entendi muito bem. Era rua residencial, arborizada, dia chuvoso, rua deserta, cidade grande e eu uma interiorana desavisada...

apenas umas letras disse...

Olá. A ver se isto não dá erro ao comentar...segunda tentativa. espero que não se tenha magoado no assalto. da maneira que foi, talvez quisesse dinheiro para comprar droga. Fez bem em chamar os vizinhos. beijos e continuação de um bom Domingo.

cris disse...

Ai querida, que horror! a casa da minha irmã foi assaltada mês passado tb, minha irmã e meu sobrinho ficaram na mira de uma arma, o bandido chegou a pegar uma almofada pra atirar na cabeça dele, só não fez porque o outro bandido chamou pra levar a televisão...é um trauma, até agora eles não esquecem o medo...

Eu ja fui assaltada algumas vezes, até hoje lembro...mas com o tempo o susto passa, o mais importante é nossa vida que hoje em dia por muito pouco, eles já chegam atirando, verdadeiros bichos, isso sim.

Fique bem, em paz e Deus te proteja e abençoe sempre!

Um beijão!

Literarte Letras ! disse...

Que experiência desagradável.Acho interessante quando diz que até a cadela ficou assustada.